Grupos 2018

África do sul

AMA – ZEBRA FOLK DANCE ENSEMBLE
Cidade – Kwa Mashu

AMA-ZEBRA (Folklore Dance Ensemble), é membro de uma Organização Nacional, a Associação Sul-Africana de Feiras Tradicionais (SATFA), membro do CIOFF e FIDAF África do Sul nasceu no ano em que a África do Sul obteve o primeiro governo democrático liderado pelo Presidente Nelson Mandela. Nos últimos anos, o grupo oferece oportunidades para jovens sul-africanos que buscam artes criativas que vão desde a base até a excelência profissional. Constituído por de 30 artistas são todos multi-talentosos e originários de Ntuzuma a Região de Durban, no reino de Kwa-Zulu Natal. A sua primeira “tournée” internacional foi em Espanha e Portugal, desde então têm representado o seu país em festivais mundiais em vários países tais como o Reino Unido, Portugal, Espanha, Hungria, Alemanha, Taiwan, EUA, França, Eslováquia, Croácia e Itália.

ARGENTINA

BALLET CALDEN GAUCHO
Cidade – Santa Rosa

O Ballet Caldén Gaucho chega-nos da cidade de Santa Rosa na Argentina, foi criado em Junho de 2014 em Santa Rosa. Está composto por 30 pessoas das quais bailarinos, músicos, y assistentes de distintas províncias do país como La Pampa, Buenos Aires y Santiago del Estero. Têm como objectivo difundir a música y dança do folclore Argentino. O repertório do ballet baseia-se em danças típicas e tradicionais da sua região e de todo o país, sendo as mais conhecidas e apreciadas, o malambo, o tango e boleadoras. Representaram o seu país nos maiores festivais internacionais na Coreia do Sul, Grécia, México Espanha e Portugal.

BIELORRUSSIA

FOLK DANCE AND MUSIC GROUP BELAYA RUS
Cidade – Minsk

O grupo de música e dança folclórica BELAYA RUS` (Rússia branca), criado no Palácio da Cultura Juvenil em 1946, apoia a glória da coreografia bielorrussa. O grupo homenageia as melhores tradições do folclore bielorrusso, que enriquecem o conteúdo do programa e constituem a base da arte popular.
O repertório do grupo baseia-se nas danças de diversas regiões da Bielorrússia, que são notáveis pelas suas tradições, caráter, desempenho e espectro de cores dos trajes. Anatol Karpovich é o diretor permanente já há mais de 25 anos. O sucesso criativo e as vitórias em vários concursos e festivais estão ligados ao seu nome. A orquestra é constituída por 8 músicos brilhantes. Já representou o seu país em festivais na Alemanha, Bélgica, Espanha, Grécia, Holanda, Irlanda, Italia, Polónia, Portugal, USA.

BURIÁCIA

AGRICULTURAL ACADAMY DANCE AND SONG ENSEMBLE “RAZDOLIE”
Cidade – Ulan – Ude

Este grupo foi fundado em 2000. O seu repertório consiste em cantos e danças da região de Zabaikalskii e da República da Buriácia. Apresenta a história, cultura, rotina diária dos cossacos Semei e russo. Os elementos do grupo usam roupas coloridas e brilhantes, lexica incomum, instrumentos musicais tradicionais e atributos militares. O grupo RAZDOLIE já participou em vários festivais de folclore em toda a Rússia bem como na Alemanha, Holanda, Bélgica, Itália, Coreia do Sul e China.

COLÔMBIA

COMPAÑIA ARTISTICA DANZAR
Cidade – Cali

A Compañía Artística Danzar, chega-nos da cidade de Cali na Colômbia, foi criada no ano de 2005 para formação artistica da arte e cultura com crianças, jovens e adultos. Apresenta em palco as suas próprias coreografias bem como vestuário e representa ao mais alto nível as musicas e danças tradicionais do seu país. Com inúmeras actuações por toda a Colômbia, tem representado o seu país nos maiores festivais mundiais tais como no Equador, Peru, Venezuela, Cuba, México,Itália, Espanha, França, Holanda, Bélgica, Alemanha e Portugal.

ESPANHA

ASOCIACIÓN DE COROS Y DANZAS “FRANCISCO DE GOYA”
Cidade – Madrid

O Grupo de Coros e Danças “Francisco de Goya”, chega-nos da cidade de Madrid na nossa vizinha Espanha, incicou-se em 1950 e foi fundada como uma associação em 1973, com o objectivo de manter vivas as manifestações da arte popular e perpetuar seus usos e costumes. O seu extenso repertório inclui danças de diferentes partes da Espanha (Andaluzia, Aragão, Castilla, Extremadura), mas o seu principal objectivo é o estudo e a interpretação das “Danças Goya e danças da Escola Bolera”, que alcançou grande popularidade em Madrid nos séculos XVIII e XIX. Essas danças (boleros, fandangos, tiranas, seguidillas, padeiros, jaleos …) foram dançadas em locais ao ar livre, peregrinações e todos os tipos de festividades populares. São caracterizadas pela sua elegância, estilo e técnica na execução. Trajes utilizados os quais imortalizados por Goya nas suas pinturas e tapeçarias. Já representou Espanha em vários festivais mundias na: Roménia, Polónia, Estónia, Bélgica, Croácia, Bulgária, Argentina, Itália, Chipre, Canada, Bósnia-Herzegovina, Hungria, Estados Unidos, Alemanha, Brasil, Grécia, Francia, Holanda, Inglaterra, Finlândia, Turquia e Portugal.

TAITI

HEI SHOW TAMURE
Cidade – Toulon

O grupo Hei Show Tamure, chega-nos da cidade francesa de Toulon. Esta associação e escola de dança com mais de 150 alunos, formada pela comunidade do Taiti visa promover a cultura polinésia. Por força de trabalho árduo e perseverança, o grupo adquiriu ao longo dos anos uma boa qualidade artística, mas a sede de aprendizagem e de melhorar o seu nível artístico fazem com que os membros do grupo não cessem de evoluir. Após várias participações em toda a Europa percebem que a promoção e reconhecimento da cultura polinésia, por Ori Tahiti, na Europa ainda está muito longe de ser adquirida e o grupo foi o pioneiro neste sentido. Já representara o seu país em toda a França, Alemanha, Inglaterra, Espanha e Portugal.

UCRÂNIA

POLTAVA ENSEMBLE OF SONG, MUSIC AND DANCE
Cidade – Regina

O Grupo Poltava chega-nos da cidade de Regina no Canadá, constituído por 50 membros descendentes da Ucrânia que inclui bailarinos, músicos e cantores. As suas raízes datam de 1922 com a formação de orquestra de cordas infantil e desde então tem crescido para incluir dançarinos, cantores, bem como músicos. Possui um elevado nível de formação técnica em dança Ucraniana mas também noutros tipos de dança como clássica e folk. O seu repertório é único sendo que para além das danças do seu país, representa a cultura de alguns países com quem fazem fronteira tais como Rússia, Moldova etc. O resultado é um espectáculo multicultural que celebra a beleza do espírito humano. Já actuou variadas vezes em canais televisivos bem como na Walt Disney World na Florida e em vários países.

PORTUGAL

RANCHO FOLCLÓRICO CASA POVO BARBEITA
Cidade – Monção

Fundado em 1959, reconhecido internacionalmente, com presenças nos mais reconhecidos festivais mundiais de folclore, integrados no CIOFF (Conselho Internacional das Organizações de Festivais de Folclore e das Artes Tradicionais), tendo levado a cultura de Portugal a países como Alemanha, Andorra, Áustria, Bélgica, Bulgária, Espanha, França, Holanda, Hungria, Ilhas Canárias, Itália, Polónia, Suíça e Turquia. Organizador desde 1986 do Festival Internacional de Folclore “FOLKMONCAO”.

PORTUGAL

GRUPO FOLCLÓRICO DA CASA DO POVO DE FERMENTÕES
Cidade – Guimarães

O Grupo Folclórico da Casa do Povo de Fermentões surgiu a 23 de Junho de 1973. Fermentões é uma localidade situada a 3 km da cidade de Guimarães, terra de grandes tradições culturais e religiosas, marcada ainda por uma forte componente agrícola. Chulas, Malhões e Viras são as danças típicas da região que este Grupo Folclórico representa, a região do Baixo – Minho. Os seus trajes, representativos do século XIX, são considerados os mais puros e genuínos da sua região: o traje de romaria ou da ribeira, de noivos, de romaria, de luxo, ir à missa, o traje de campo e de feira. Desde 1977 membro da Federação do Folclore Português. Organiza o seu festival de folclore sempre integrado na Festa do Agricultor, uma das maiores festas etnográficas do norte do país. Já percorreu o país de norte a sul e também no estrangeiro, nomeadamente, Espanha, França, Bélgica e Brasil.

PORTUGAL

RANCHO FOLCLORICO DE AVER-O-MAR
Cidade – Póvoa de Varzim

O Rancho Folclórico A-ver-o-Mar foi fundado em 13 de novembro de 1988. Este território pesqueiro e agrícola está localizado a 2 km do município de Póvoa de Varzim voltado para o oceano. Simboliza através dos seus trajes e dança a agitação das actividades desta pitoresca freguesia, bem como os costumes e tradições dos seus antepassados. Devido à proximidade do mar, é conhecida como região dos Sargaceiros e Seareiros. Suas fantasias refletem a colheita do sargaço (um tipo de alga marinha) usado como fertilizante nas suas terras e a vida dos homens do mar, assim como a vida no campo. O grupo representou Portugal na França, Suíça, Espanha e Córsega.